CONTEÚDO E MÍDIA

Check list: como implantar avaliação por competências

 

Por Maria Candida Baumer de Azevedo I Fevereiro de 2019

Use o check list abaixo para garantir a implantação da avaliação por competências de ponta a ponta. Os 3 primeiros passos são os mesmos necessários para implantar seleção por competências.

A CONSTRUÇÃO DAS COMPETÊNCIAS

1. Conhecer a estratégia de longo prazo da empresa. Afinal sem saber pra onde a empresa vai, qualquer conjunto de competências serve.

2. Definir competências básicas (corporativas) e de gestão. Sabendo para o onde a empresa vai, então é preciso definir as competências necessárias para chegar lá. Cuidado para não confundir competências com valores!

3. Detalhar os comportamentos esperados para cada competência. Inegavelmente o que é trabalho em equipe ou atuação estratégica para um pode ser diferente para outros.

A DEFINIÇÃO DA ESTRUTURA DE AVALIAÇÃO

4. Definir a lógica de avaliação – atores, frequência e formato. De fato defina quem avalia quem, de quanto em quanto tempo e qual será o formato: formulário, sistema, conversas abertas. Além disso, considere quem dará o feedback e quem contribuirá para o PDI (plano de desenvolvimento individual).

REALIZAR UMA AVALIAÇÃO PILOTO

5. Escolher um time para começar. Comece fazendo um piloto do formato estabelecido. Para isso, convide um time para ser participante e ao mesmo tempo crítico do modelo.

6. Preparar o gestor e os demais avaliadores sobre o que e como observar de cada competência alvo. Além de observar é preciso conseguir analisar para identificar o certo e o errado. Decerto, treinamentos cheios de simulação ajudam muito para isso.

7. Preparar cada avaliador para dar o feedback ao avaliado. Seja em grupo ou individual, tão importante quanto saber preparar a avaliação é saber dar o feedback de cada ponto ao avaliado.

8. Preparar cada avaliado para se auto avaliar e para construir seu próprio PDI baseado nos pontos fortes. Pois sem ter clareza do que é esperado, o profissional tem dificuldades de se auto observar de forma mais realista naquilo que importa. Já que queremos pessoas protagonistas, precisamos dizer a elas.

9. Preparar cada gestor para analisar o PDI do seu liderado criticamente e aprimorar quando necessário. Sobretudo o gestor é o grande maestro que contribui para a evolução de cada liderado, para que cada um se torne protagonista.

8. Rodar o piloto. De fato acompanhe a primeira rodada de devolutiva das avaliações, dos avaliadores aos avaliados. É provável que isso te traga vários insights.

9. Colher os feedbacks. Em seguida melhore a lógica, a frequência e o formato. Logo depois, se precisar fazer uma nova rodada piloto antes de implantar na empresa inteira, faça isso.

IMPLANTAR A AVALIAÇÃO POR COMPETÊNCIAS PARA A EMPRESA INTEIRA

10. Sensibilizar as demais áreas antes da implantação. Para que gere mais efeito, traga as pessoas da equipe piloto para contar aos demais sobre suas experiências e os benefícios do novo processo.

11. Treinar gestores, avaliadores e profissionais. Assim como no piloto, todos os envolvidos precisam ser treinados.

12. Evoluir continuamente. A cada ciclo e equipe avaliada, colha os insights de aprimoramento, compartilhe os aprendizados.

Descubra as diferenças entre o modelo de avaliação tradicional e o modelo ágil, pois isso te ajudará a definir melhor a estrutura de avaliação que mais faz sentido para o seu negócio. Sobretudo evolua o modelo sempre!

Produtos relacionados