CONTEÚDO E MÍDIA

Avaliação tradicional x ágil, o que muda?

 

Por Maria Candida Baumer de Azevedo I Fevereiro de 2019

Entenda o que muda na forma de gerir desempenho e na avaliação tradicional x ágil. Já que gestão de desempenho ágil é fundamental para navegar no mundo V.U.C.A., prepare-se.

MODELO TRADICIONAL MODELO ÁGIL
Avaliação única anual que gera uma classificação Coaching e feedback contínuo.
Em uma única conversa se fala de comportamento, performance quantitativa, salário, bônus e feedback.Conversas contínuas, diárias, semanais e mensais – retrospectivas, conversas abertas.
Curva forçada Sem ranking
Metas e processos anuais, mudanças no mercado não capturadas.Metas mensais ou trimestrais com confirmação regular de coerência, par e passo com mudanças do mercado.
Foco no passado, no errado, tarde para mudanças de fato Foco no futuro e na melhoria, ideias e evolução.
People review anual pelo gestor People review contínuo pelo gestor e pares
Reconhecimento pelo gestor Reconhecimento por pares, gestor e líderes de times (células)
Plano de carreira para promoçãoTrajetória de carreira para todos com movimentos abertos e mobilidade
Trajetória de carreira para cima ou para fora.Trajetória de carreira para cima, baixo, em volta, transversal
Gestor avalia desempenho Todos se avaliam (OKRs)
Sem transparência das metas e conversas aos demais Transparência total
ADAPTADO DE Thoren, Pia-Maria. Agile People: A Radical Approach for HR & Managers. Lioncrest Publishing, 2017.

Quer entender o que muda em seleção no mundo ágil? Leia aqui.

Produtos relacionados